Nicolás Robbio

Candeeiros, areia, esferas, maçãs e balanças? Nicolás Robbio utiliza estes elementos frequentemente no seu trabalho, descrevendo-os como objetos de cultura geral. As formas que aparecem na sua obra partem precisamente desta premissa, não são mais nem menos do que coisas facilmente reconhecíveis. Tal como o significado linguístico contido dentre do conceito de ‘coisa’ é muitas vezes ignorado, a repercussão específica da coisa quotidiana está também muitas vezes escondida, disfarçada pela sua aplicação como um objeto com um uso prático.

Exposições
TOPO