Duraciones
24.11.2018
05.01.2019

 

Duraciones apresenta três peças de Pablo Accinelli. Uma delas é composta por correntes de clips que caem do teto até tocarem o chão, cada uma delas tensionada por um cadeado e a respetiva chave. A localização das chaves pontua o corte do espaço a cada 10 cm. Assim, 46 linhas preenchem os 460 cm de altura da galeria e configuramuma matriz que mede o espaço horizontal e verticalmente.

No meio desta paisagem métrica surgem dois círculos de 151,9 cm de diâmetro, cujo tamanho é dado pela justaposição de todas as cartas de um baralho. Das duas faces de cada círculo saem 4 tubos de pvc cortados a 45º. Os tubos, assim conforme se apresentam, sugerem formas diversas, como canais de drenagem, parafusos de jantes ou manivelas de rodas industriais; um leque de imagens que expande as possibilidades da paisagem que vemos.Se a perceção que temos das coisas e dos lugares e o modo como habitamos o espaço são em muito determinados pela compreensão de certos módulos, de matrizes que se repetem, a repetição exaustiva e obsessiva que o artista aplica aos objetos aqui expostos (clips, cartas, cadeados e chaves) exprime exatamente essa maneira de habitar o espaço e traz também um conjunto de referências recorrentes nas suas obras (a poesia concreta, o nascimento do cinema, a espera como atividade prática geradora de pensamento)

.Duraciones replica o título de muitos dos trabalhos que Accinelli vem desenvolvendo nos últimos anos: Duración interna / Duración externa. Estes pretendem mostrar que os objetos estão sempre, na sua quietude, em movimento interno, e, por isso, apenas exemplificando um estado e um uso entre muitos possíveis; é a ideia de que uma duração implica, pois, um presente constante.

 

 

TOPO