Pablo Accinelli

PABLO ACCINELLI (Buenos Aires, 1983) vive e trabalha em Buenos Aires, Argentina.

O trabalho de Pablo Accinelli tem dissecado a relação funcional e poética entre os objetos e as ferramentas. Os temas que aborda através da sua prática artística contêm uma referência aos objetos mundanos que nos envolvem que é ao mesmo tempo precisa e subtil. A aplicação prática desta perspetiva resulta na redução dos elementos e objetos à sua base quantificável, levando a uma manipulação da forma como os presenciamos.

Podemos destacar algumas das suas exposições: El Canto de los Pájaros (CRISIS, Lima, Peru), O220 (Galeria the goma, 2022), Alegrías (Galeria Bruno Múrias, 2021), Núcleo (Museu Lasar Segall, São Paulo, 2019), Nubes de paso (Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, Argentina, 2018), Unanime noite (Museo Iberé Camargo, Porto Alegre, Brasil, 2018), Por aqui tudo é novo (Instituto Inhotim, Minas Gerais, Brasil, 2016), Extension du domaine du jeu (Nouveau festival, Centre Pompidou, Paris, França, 2015), Future Light – Escaping Transparency (Bienal de Viena, MAK, 2015), United States of Latin America (Museum of Contemporary Art Detroit, EUA, 2015), Fleeting Imaginaries (The Cisneros Fontanals Art Foundation, Miami, EUA, 2014), When Attitudes Became Form Become Attitudes (CCA Wattis, São Francisco, EUA, 2013), Inminencia das poéticas (Bienal de São Paulo, Brasil, 2012), entre outras.

O artista é parte da Actividad de Uso com Leandro Tartaglia, grupo dedicado a escrever livros de jovens artistas argentinos desde 2016.

O seu trabalho encontra-se representado em coleções como Fundação CIFO; Instituto Inhotim; Kadist Foundation; MACBA – Museo de Arte Contemporáneo de Buenos Aires; MALBA – Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires; MAMBA – Museo de Arte Moderno de Buenos Aires, entre outras.

Exposições
TOPO