Vera Mota

Vera Mota (Porto, 1982) vive e trabalha no Porto.

A sua prática artística, enraizada na performance, escultura e desenho, concede especial atenção à economia da presença, esforço e ação. Identificando-se com princípios minimalistas, o seu trabalho procura criar novos espaços para os objetos e para a participação do corpo. Através de exercícios que muitas vezes apontam para um conflito entre uma procura pela ordem e um fascínio simultâneo pelas possibilidades de erro e acidente, Mota, por meio de ações e combinações simples, destaca as qualidades físicas dos materiais cuidadosamente selecionados, escolhidos pelas suas especificidades, que influenciam ou até determinam a produção do trabalho.

Os trabalhos de Vera Mota foram apresentados em exposições na Galeria Municipal Almeida Garrett e no Museu de Arte Contemporânea de Serralves (Porto, Portugal); Matadero (Madrid, Espanha); Bienal da Irlanda (Limerick, Irlanda) e SESC Belenzinho (São Paulo, Brasil), entre outros.

A sua obra integra importantes coleções como a PLMJ, Maria e Armando Cabral, António Cachola – MACE, Ilídio Pinho e Centro de Arte Oliva – Coleção Norlinda e José Lima.

Exposições
TOPO